Mas, afinal o Facebook não “morreu”?

Tendências

|

21 de agosto de 2019

|

3 minutos de leitura

Esta, é uma das perguntas mais recorrentes, tanto na área de Marketing Digital, bem como na vida dos utilizadores das redes sociais. E, em ambos os casos, a resposta é “não!”, o Facebook não morreu.

E para comprovarmos o quão verdadeiro isto é, deixamos a frase dita pelo próprio Mark Zuckerberg sobre a possibilidade de o Facebook estar a morrer:

“Think about what people are doing on Facebook today. They're keeping up with their friends and family, but they're also building an image and identity for themselves, which in a sense is their brand. They're connecting with the audience that they want to connect to. It's almost a disadvantage if you're not on it now.”

Só em Portugal, o Facebook conta com 6,2 milhões de utilizadores ativos. Ou seja, mais de metade da população portuguesa tem Facebook e diariamente acede a esta rede social seja por lazer ou simplesmente para passar tempo. Isto significa que, independentemente do público-alvo, de certeza que ele está no Facebook.


Por que é que é importante apostar em Marketing no Facebook?
Agora que comprovamos que o Facebook está mais vivo do que nunca, vejamos quais as principais razões porque precisamos de apostar em Marketing no Facebook.


O Facebook é a maior rede social do mundo
Apesar de algumas pessoas preferirem o Instagram — que, este ano, atingiu a marca de 1 bilhão de utilizadores em todo o mundo — esta rede social continua a ser a mais utilizada.
O Facebook conta com um total aproximado de 2,2 bilhões de utilizadores ativos em todo o mundo, o que equivale a mais de 1/4 da população mundial.
Portanto, devemos reconsiderar bem quando pensamos em não fazer Marketing no Facebook para os negócios que gerimos. Será que queremos mesmo estar fora da maior rede social do mundo?

Fortalecimento da marca
Outra das vantagens que o Facebook traz é tornar a marca mais conhecida pelo nosso público-alvo e gerar clientes promotores (evangelistas). Isso faz com que cheguemos a um número maior de pessoas e que estas passem a saber que o negócio existe. No final de contas, quantas mais pessoas visitarem, maiores serão as oportunidades de negócio.

Crescimento do seu tráfego orgânico
Partilhar conteúdos periodicamente na página de Facebook faz com que o alcance orgânico na rede social cresça. E mais do que isso, conseguimos também gerar tráfego orgânico para o site ou blog.
Sempre que partilharmos um link do blog ou uma página do site no Facebook e as pessoas clicarem, o Google identifica que os visitantes estão a aceder por achá-los relevantes, o que contribui para o aumento do ranking nos resultados de busca.
Por isso, sugerimos também os anúncios pagos no Facebook com a finalidade de promover o site ou blog.

Melhor custo-benefício em anúncios pagos
Quando falamos em anúncios pagos, Google Ads e Facebook Ads (que também abrange o Instagram Ads) são os canais mais procurados dentro do marketing. No entanto, ao contrário do Google Adwords, o Facebook Ads tem uma enorme vantagem: é mais barato!
Além disso, é possível inserir estes anúncios em diversos pontos da rede social como:

  • feed de notícias;
  • stories;
  • messenger;
  • feed de vídeo;
  • coluna da direita;
  • vídeos in-stream;
  • Instant Articles.

Segmentação de público
Dentro dos anúncios pagos, o Facebook também permite segmentar o público de modo a que as campanhas possam atingir o público que queremos.
Assim, ao criá-las dentro do Gestor de Anúncios do Facebook, conseguimos especificar para que audiência queremos mostrar os anúncios de acordo com:

  • localização;
  • idade;
  • sexo;

Inclusive, conseguimos segmentar campanhas para uma lista de leads ou clientes para que apenas eles possam ver os anúncios ou para um público que tenha características semelhantes a eles.

Aumento das vendas e métricas de acompanhamento
O Gestor de Anúncios do Facebook conta também com métricas, para que possamos acompanhar, em tempo real os resultados das campanhas, bem como quantas vendas foram realizadas a partir de campanha X.

"Geração de leads é uma atividade central de marketing"

Chris Brogan