Newsletters: Qual a sua importância numa estratégia de marketing?

Dicas

|

20 de julho de 2020

|

4 minutos de leitura

O uso de newsletters é uma estratégia bastante importante para chegar ao público-alvo e ajudar a alcançar os melhores resultados para qualquer empresa.

Uma estratégia de marketing de conteúdo, permite gerar leads, criar autoridade de marca e manter leads e prospects interessados.

Conheça melhor esta estratégia! No que consiste, como criar, divulgar, promover e usá-la em benefício do seu negócio.

 

 

O que é uma newsletter? 

A newsletter é um dos formatos mais comuns de email marketing, sendo um resumo de informações relevantes, de um determinado período de tempo, de uma empresa.

É o formato de email ideal para criar um relacionamento de proximidade com os clientes e para a nutrição de leads. É muito mais do que mensagens de texto, pois através de uma estrutura simples e apelativa, a newsletter reforça a marca e direciona os leitores para outros canais da empresa, tal como o website ou até mesmo as redes sociais.

Enviada com uma determinada regularidade (quinzenal ou mensal, por exemplo) para toda a base de contactos da empresa, a newsletter oferece uma grande variedade de conteúdo de interesse para os clientes e potenciais clientes, como apresentação de produtos/serviços, promoções e novidades.

 

Boas práticas para a criação de uma newsletter

Seguem-se alguns passos importantes e fundamentais para a criação de uma newsletter de sucesso.

 

Determine os objetivos e metas

A newsletter relaciona-se com a estratégia de marketing da empresa. Por isso, é importante definir objetivos e metas (resultados) a atingir através do seu envio.

Nesta fase, o uso de uma plataforma de gestão e aquisição de leads torna-se especialmente útil.

 

Conteúdo

A chave para uma newsletter de sucesso é uma boa seleção de conteúdo.

Artigos do blog, white papers, guias, ebooks, promoções, anúncios, eventos e webinars são uma boa opção para tornar uma newsletter mais interessante e apelativa.

Cada um dos conteúdos deve apresentar uma call to action diferente e um link para mais informação, para o cliente possa saber mais caso esteja interessado.

  

Ferramenta de email marketing

Um passo essencial durante o processo de criação de uma newsletter é encontrar uma ferramenta para a automação de emails. Existem muitas à escolha com diferentes características e funções.

 

Assunto

O assunto da newsletter é o responsável por captar a atenção do leitor. Sendo assim, este deve ser claro, objetivo, apelativo e criativo.
É importante que de forma resumida, se apresentem as informações mais relevantes para o público-alvo.

 

Layout

Certifique-se de manter a sua marca sempre em mente na hora de elaborar o esquema das cores e o design, mantendo sempre presente a ideia de que menos é mais.

  

Imagens

As imagens têm o poder de transformar uma newsletter, pois permitem captar a atenção do público-alvo.

Ainda assim, há que ter cuidado na quantidade de imagens usadas, pois podem tornar o email demasiado pesado.

 

Segmentação da base de emails

Caso a sua empresa apresente mais do que uma persona, é importante segmentar e enviar uma newsletter diferente para cada segmento. Isso permite aumentar as métricas de engagement.

 

Mobile friendly

A realidade atual exige que uma newsletter seja responsive, de modo a garantir a perfeita visualização em dispositivos móveis.

Sendo assim, é extremamente importante ter isso em atenção.

 

Testes a/b

Para perceber o que funciona melhor, numa fase inicial, testar possibilidades (variáveis) faz toda a diferença no sucesso de uma newsletter. Testar diferentes variáveis, vai permitir perceber qual é que gera melhores resultados e fazer os ajustes necessários. Para tal, é determinante o uso de testes a/b.



Newsletter para negócios B2B e B2C

O uso de newsletters é igualmente importante tanto para negócios B2B como para negócios B2C. A grande diferença está na estratégia de content marketing, ou seja, no tipo de conteúdo enviado.

Enquanto o marketing B2C pode trabalhar mais o lado emocional nas suas ações, o B2B faz uso de dados e informações que ajudem na tomada de decisão, já que o público corporativo requisita mais ferramentas de prova de conceito e cálculos de custo vs benefícios.

 

"É importante decidir que tipo de leads queres no meio e fundo do funil de vendas."

Chris Knipper, CEO Kuno Creative